Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

Solidários com a luta do povo brasileiro divulgamos nota do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz), sobre a situação no Brasil.

“No Brasil, se fortalece a mobilização popular contra os ataques de um governo golpista

A Frente Povo Sem Medo e a Frente Brasil Popular, da qual o Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) faz parte, têm promovido o fortalecimento da mobilização dos brasileiros e brasileiras na defesa da democracia e dos seus direitos, vilipendiados por um governo nascido do golpe de Estado parlamentar, jurídico e midiático de 2016. As greves e manifestações que mobilizaram mais de um milhão de pessoas em todo o país são evidências da força que cresce.

Além das manifestações massivas e em diversas cidades em rechaço à "reforma da previdência" promovida pelo governo ilegítimo de Michel Temer, mais de 1.500 membros de movimentos sociais ocuparam o Ministério da Fazenda na quinta-feira (15/03), Dia Nacional de Mobilização e Paralisação Contra a Reforma da Previdência convocado pelas duas frentes populares.

Mas mesmo diante do incremento da mobilização popular contra os ataques do governo golpista, Temer ousou dizer que o povo começa a entender a alegada necessidade de "sacrifícios".

Os movimentos denunciam a falácia golpista de que existe um "rombo na previdência" (criada para justificar o ataque frontal ao direito do trabalhador) citando os dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgados ainda no ano passado, segundo os quais a Previdência é superavitária.

Entre os projetos de retrocesso aos quais a reforma da previdência do Governo Temer se soma está a Emenda Constitucional Nº 95 (anterior Proposta de Emenda Constitucional 241 na Câmara dos Deputados e 55 no Senado), que congela os investimentos públicos em setores como saúde e educação por duas décadas.

Desde 2016 o Cebrapaz denuncia o golpe que tirou a presidenta Dilma Rousseff do Governo atacando a democracia brasileira e a vontade soberana do povo, inserido no quadro mundial de avanço do conservadorismo e das forças reacionárias respaldadas na agenda do imperialismo estadunidense, luta pela qual os brasileiros e brasileiras recebem a solidariedade de diversos movimentos e governos de todo o mundo.

O Cebrapaz integra a Frente Brasil Popular desde o início e diversos núcleos estaduais participaram das mobilizações dos últimos dias.

Cebrapaz”