Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

O Conselho Português para a Paz e Cooperação recebeu, em Almada, nos dias 19 e 20 de Março, uma Reunião da Região Europa do Conselho Mundial da Paz.

Na reunião, para além do CPPC, participaram: Conselho da Paz da Alemanha; INTAL – Bélgica; Associação Cívica Soldados Contra a Guerra – República Checa; Conselho de Paz do Chipre; Aliança para a Paz e Neutralidade – Irlanda; Comité de Paz da Finlândia; Movimento pela Paz – França; Comité Grego para o Desanuviamento Internacional e a Paz e a Associação de Paz da Turquia.

Participaram ainda a Presidente do CMP, Socorro Gomes (CEBRAPAZ), e o Secretário Executivo do CMP, Iraklis Tsavdaridis (CGDIP).

O planeamento de acções convergentes contra a NATO – tendo em conta a sua cimeira agendada para os dias 8 e 9 de Julho em Varsóvia, Polónia – foi um tema central da reunião. As organizações aprovaram um “Apelo às organizações e activistas na Europa que defendem a causa da Paz – Sim à Paz! Não à NATO!” e planearam acções comuns contra a NATO.
Sob o lema “Povos da Europa pela Paz – Não à NATO” a importante reunião de dois dias também abordou outros temas como: Aspectos centrais da evolução da situação na Europa e no mundo e a intervenção de cada organização; a corrida aos armamentos; as bases militares estrangeiras; as armas nucleares e outras armas de destruição massiva; a crescente presença de forças militares dos EUA/NATO no norte da Europa; Solidariedade com os povos vítimas de agressão; actividades em representação do CMP em instituições da ONU na Europa; preparação da Assembleia Mundial da Paz a realizar no Brasil em Novembro de 2016; preparação da reunião do Secretariado do CMP a realizar em Maio na Grécia.

A reunião adoptou decisões relativas a diversificadas iniciativas, com o propósito do fortalecimento do movimento da Paz na Europa, e emitiu vários documentos, nomeadamente:

-Não à Guerra! Solidariedade com os Refugiados!
-Pela abolição de todas as armas nucleares
-Solidariedade com os presos sarauís em greve de fome
-Solidariedade com o Brasil
-Solidariedade com Cuba